Fumagalli admite cobrança interna e dá voto de confiança para Eutrópio: ‘Ainda acreditamos nele’

0
Foto; Letícia Martins/Guarani FC

O superintendente do Guarani, Fumagalli, finalmente falou sobre a situação do clube na Série B. Em entrevista à Rádio Bandeirantes na tarde desta sexta-feira, o dirigente garantiu que Vinicius Eutrópio segue no comando da equipe até a partida contra o Atlético-GO.

“Ele continua porque nós tivemos uma conversa após o jogo contra o Brasil de Pelotas e entendemos que ele ainda pode nos ajudar. Ele está trabalhando normalmente e espero que a nossa sequência daqui para frente seja com mais vitórias e resultados positivos”, explicou Fumagalli.

O dirigente evitou dar prazo para o trabalho de Eutrópio e alertou que a partida contra o Atlético-GO será fundamental para comissão técnica. “É o nosso foco. Sabemos que o estafe está devendo assim como jogadores e diretoria. Acreditamos que o Vinicius Eutrópio ainda pode dar algo a mais para o time e, por isso, o voto de confiança”, ressaltou.

Sobre Gilson Kleina, Fumagalli admitiu que o nome do treinador esteve forte no início do ano e depois com a saída de Osmar Loss. “O Kleina foi cotado durante o Campeonato Paulista, mas optou pelo Criciúma. Treinadores são oferecidos assim como jogadores. Não conseguimos controlar isso no mercado, mas o Eutrópio é o nosso técnico e vai treinar o time na quinta-feira”.

Em relação aos reforços, o dirigente admitiu interesse em Bruno Silva e Vitor Feijão, mas não descartou outros atletas para integrar o grupo. “Nós precisamos reforçar nosso elenco e estamos trabalhando para isso. Temos uma limitação financeira e estamos negociando com os jogadores para fortalecer o plantel”, encerrou.

Comente com seu Facebook