Fonseca evita falar sobre provocação e admite Guarani abaixo: ‘A cobrança é justificável’

0
Foto: Letícia Martins/Guarani FC

O treinador do Guarani, Roberto Fonseca, admitiu um rendimento abaixo do seu time na derrota para a Ponte Preta, por 1 a 0, na manhã deste domingo, no Moisés Lucarelli.

ESPEL ELEVADORES

O gol da Macaca foi marcado por Matheus Vargas em um lance originado na cobrança do lateral de Diego Renan. “Sofrer um gol de lateral é sempre algo para se cobrar, mas não é só isso. Nós erramos em não adotar a estratégia que treinamos durante a semana e deixamos de atacar. Então a cobrança é justificável”, disse Fonseca.

O treinador do Bugre evitou falar sobre as provocações questionadas pelos atletas da Macaca. Os adversários reclamam que torcedores do Guarani pisaram na camisa do clube no desembarque após o último treinamento.

“Eu confesso que não vi camisa. Isso foi ontem? Eu não vi a camisa e provavelmente os jogadores também não. Estávamos preocupados só com o jogo e sabemos que os torcedores são envolvidos pela rivalidade”, disse. “Alguns itens são prestados como ingredientes e a partida foi tensa também por isso”.

O treinador bugrino também lamentou a ausência de Igor Henrique, cortado no pré-jogo. “O Igor é um atleta que muda o panorama de qualquer partida e tentamos até o último momento contar com o atleta. Mas, de fato, não houve essa possibilidade e sentimos sua ausência”, reiterou.

O próximo compromisso do Guarani é contra o Vila Nova, sexta-feira, no Brinco de Ouro. “O resultado não pode influenciar na sequência da competição. Perdemos e vamos trabalhar para retomar a confiança do torcedor. Temos um caminho longo e isso passa pela reação no próximo jogo”, finalizou.

Comente com seu Facebook