Fim de jogo! Atacante Silas é derrotado pela leucemia e morre em São Paulo

0
Em março deste ano, o ex-atacante conversou com a reportagem da TV Bandeirantes de Campinas em Piracicaba, onde continuava em tratamento contra a Leucemia. Foto: Reprodução Band

O atacante Silas morreu ontem por volta das 22 horas em decorrência de complicações de uma infecção pulmonar. Ele estava internado desde junho no Instituto Brasileiro de Controle do Câncer em São Paulo, onde passou por um transplante de medula óssea, mas não resistiu à infecção.

ESPEL ELEVADORES

Há 4 anos, o ex-atacante lutava contra um tipo raro de leucemia. A doença surgiu quando ele vivia o melhor momento da carreira e iria disputar pela primeira vez a série A1 do Paulista com a camisa do Capivariano. Antes, Silas foi campeão da A2 com a equipe de Capivari em 2013 e vestiu a camisa do Guarani no Brasileiro da série C do mesmo ano.

Depois de passar dois anos em tratamento, Silas chegou a fechar contrato com o clube paraense São Francisco, mas nem chegou a entrar em campo. A doença havia voltado. Em 2017, ele contou com a ajuda de jogadores e personalidades para realizar um tratamento pioneiro nos Estados Unidos. Os procedimentos corriam bem, até aparecer uma primeira infecção no pulmão, que interrompeu a nova tentativa de cura e o fez retornar ao Brasil. No primeiro semestre deste ano, Silas vivia em Piracicaba e fazia tratamento no Hospital dos Fornecedores de Cana da cidade.

O corpo de Silas irá nesta quarta (26/09) de São Paulo direto para Santarém no Pará, cidade natal dele, onde será sepultado.

Comente com seu Facebook