O goleiro Lucas Passarelli, 24 anos, decidiu processar judicialmente o Guarani por uma série de verbas não pagas.

Campeão potiguar na última semana pelo ABC, Passarelli deixou o Bugre no ano passado e vestiu as cores do Botafogo-PB. Já neste ano participou do Campeonato Goiano pelo Iporá e atualmente defende o ABC.

A ação tramita na 7ª Vara do Trabalho de Campinas com valor provisório de R$ 30 mil. Passarelli foi representado pelos advogados João Henrique Chiminazzo e Guilherme Righetto.

O goleiro reclama de férias não pagas, 13º salário, verbas rescisórias, recolhimento do F.G.T.S e ainda multas previstas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Todas essas verbas em relação a dois contratos de trabalho firmados com o Guarani.

Custas pelo reclamado, sobre o valor da condenação, ora arbitrada de forma provisória em R$ 30.000,00 no importe de R$ 600,00, a teor do art. 789, da CLT“, escreveu em sentença a juíza Carolina Heinemann.

Apesar de ter ficado um longo período entre os profissionais, Passarelli disputou apenas dois jogos oficiais pelo Guarani: na estreia do Paulistão de 2018 contra o Oeste e na última rodada da Série B na partida diante do Londrina.

Foto de Letícia Martins/Guarani FC

Comente com seu Facebook