Entenda a relação de Osmar Loss com os interessados na cogestão do Guarani

0
Foto: Rodrigo Gazzanel/Corinthians

por júlio nascimento

O Guarani trabalha para anunciar na próxima semana o nome do novo treinador. Desde a saída de Umberto Louzer, o Conselho de Administração assumiu a responsabilidade de buscar um novo comandante e segue estudando as opções. O nome de Osmar Loss pautado como favorito, mas o histórico da diretoria bugrina não permite decretar acordo fechado.

O ex-treinador do Corinthians sofre com enorme rejeição entre a torcida do Guarani. A situação é semelhante ao caso de Eduardo Baptista. Segundo apurou a reportagem, o ex-treinador da Ponte Preta foi contactado pelo presidente Palmeron Mendes Filho, mas descartado após uma enxurrada de críticas dos bugrinos.

O alvo agora é outro.

Loss voltou de um intercâmbio na Europa na última semana. Ele se reapresentou ao Corinthians, mas deve ser desligado do clube nas próximas semanas com a volta de Fábio Carille e seus auxiliares. O treinador de 43 anos tem um histórico vencedor nas categorias de base de Corinthians e Internacional, mas tenta engrenar entre os profissionais. Teve trabalhou discretos no Juventude, Bragantino e Corinthians, além de ter dirigido o Internacional interinamente em duas oportunidades.

O nome do treinador foi indicado por Márcio Zanardi, ex-companheiro de base do Corinthians, aos empresários Lucas Andrino e Roberto Graziano, que repassaram o nome para o Conselho de Administração. A ideia foi bem aceita porque Loss goza de respeito por parte de agentes ligados à Elenko Sports. O treinador teve grande proximidade com a família Garcia no Timão e não seria um nome que sofreria com rejeição nos concorrentes de cogestão, apesar de não ser o favorito na lista.

No entanto, a aprovação dos empresários neste momento independe para a diretoria do Guarani. O Conselho de Administração terá que se responsabilizar pela montagem do departamento de futebol e do elenco para 2019 porque o processo de cogestão só deverá ser votado a partir do próximo ano. O Conselho Deliberativo ainda não recebeu as propostas dos candidatos e dificilmente conseguirá tempo para pautar o assunto ainda neste ano.

Comente com seu Facebook