Em visita aos Donos da Bola, Brigatti admite busca por reforços e promete maior atenção na base

0

O novo técnico da Ponte Preta, João Brigatti, esteve nos estúdios do Grupo Bandeirantes de Comunicação de Campinas para participar do programa Os Donos da Bola, com apresentação de Carlos Batista, na última terça-feira de Carnaval.

O ex-goleiro da Macaca falou sobre a emoção de retornar ao Moisés Lucarelli. “É uma emoção muito grande retornar ao clube que eu tenho um sentimento grande. Tive duas passagens incríveis no Paysandu e Sampaio Corrêa e volto mais experiente, preparado e motivado para a Ponte Preta”, disse Brigatti.

Conhecido por sua energia e disposição, Brigatti voltou a falar que não se incomoda com o rótulo de “motivador”, mas garantiu que está mais preparado após cursos na CBF. “É um curso muito difícil e concorrido que consegui concluir em dois anos. Muita gente acha que é besteira, mas ele nos faz pensar em coisas novas e amplifica nosso trabalho. Me preparei porque não existe mágica no futebol. Mas eu sou mesmo motivado. Eu me motivo só por acordar. Então não tem problema me chamar assim”, reiterou.

Perguntado sobre a possibilidade de reforços, o treinador admitiu que a Macaca segue no mercado em busca de novos atletas para preencher as duas vagas em aberto no Campeonato Paulista. “Sabemos que nessa altura do mercado é difícil encontrar jogadores que qualifiquem. Temos um elenco ainda em construção, adaptação e vamos aproveitar se alguma oportunidade surgir. Temos algumas situações”, explicou.

Na primeira passagem pelo Moisés Lucarelli como treinador interino, Brigatti deu oportunidades para jovens da base e prometeu maior atenção aos promissores jogadores da equipe. “O sub-20 se reapresentou e já agendei alguns jogos-treino para observar os jogadores. Um clube como a Ponte Preta tem no DNA revelar atletas e eu sempre valorizei isso”, comentou.

A estreia de Brigatti na Ponte Preta será nesta quinta-feira, às 21h30, diante do Vila Nova, na segunda fase da Copa do Brasil. Quem avançar arrecada R$ 1,5 milhão da CBF pelo direito de disputar a fase seguinte.

Comente com seu Facebook