É difícil, mas ainda possível matematicamente. Com a filosofia de pensar um jogo de cada vez, a Ponte Preta entra na reta final da Série B brigando pelo acesso da Série B.

Na tarde deste domingo, no Moisés Lucarelli, a equipe comandada por Fábio Moreno recebeu o Náutico e venceu por 2 a 0 em duelo válido pela 35ª rodada.

O destaque foi o meia Camilo que marcou dois gols e comandou o time.

TABELA
Com o resultado, a Ponte chegou aos 51 pontos e ocupa a sexta colocação. O próximo compromisso é contra a Chapecoense que segue na briga pelo título com o América.

São duas vagas restantes no G4 e muitos times com chances matemáticas na briga: Cuiabá (58), Juventude (55), CSA (53), Ponte Preta (51), Operário (51), Avaí (49), Sampaio (48) e Guarani (48).

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi impecável da Macaca. Comandada por Camilo, em tarde inspirada, a equipe da casa conseguiu abrir o placar logo aos seis minutos de partida.

Bruno Rodrigues encontrou Yuri com liberdade e o lateral cruzou na medida para Camilo abrir o placar em bom cabeceio no Majestoso: 1 a 0.

O volume de jogo continuou alto e o camisa 10 voltou a aproveitar na bola parada. Camilo soltou a bomba e aproveitou que o goleiro Anderson estava com dificuldade para enxergar a bola: 2 a 0.

O terceiro gol por pouco não saiu com Apodi. O lateral avançou em velocidade e bateu cruzado, mas parou em boa defesa de Anderson e o placar permaneceu em dois gols de vantagem. A melhor chance do Náutico ocorreu com Bryan. O lateral limpou o lance da marcação e acertou a trave de Ygor Vinhas.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com a Ponte Preta criando as primeiras boas chances. Camilo quase marcou o terceiro aos nove minutos após receber com liberdade, mas parou em boa defesa de Anderson. Depois foi a vez de Matheus Peixoto tomar a bola da defesa do Náutico, mas acabou errando o alvo na hora da finalização.

O resultado poderia ainda ser mais elástico, mas Pedrinho e Neto Moura, que entraram durante o segundo tempo, não aproveitaram as boas chances criadas no Majestoso. Ygor Vinhas ainda precisou trabalhar para evitar a investida de Bryan, um dos mais perigosos do time visitante.

O Timbu ainda tentou uma blitz na reta final de partida, mas sem sucesso na construção das jogadas ofensivas e a Macaca apenas controlou o relógio para garantir importantes três pontos que alimentam a possibilidade de ainda brigar pelo acesso.

Foto de Álvaro Jr/Pontepress

FICHA TÉCNICA

QUEM JOGOU? Ponte Preta e Náutico pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

ONDE? Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas

ESCALAÇÕES? A Ponte Preta, escalada por Fábio Moreno, atuou com Ygor Vinhas; Apodi, Luizão, Wellington Carvalho e Yuri; Barreto (Neto Moura), Vinicius Zanocelo (Dawhan) e Camilo (Pedrinho); Luan Dias (Guilherme Pato), Matheus Peixoto (Tiago Orobó) e Bruno Rodrigues. Já o Náutico, dirigido por Hélio dos Anjos, atuou com Anderson; Bryan, Ronaldo Alves (Thássio), Rafael Ribeiro e Camutanga; Djavan (Mateus Trindade), Renan Foguinho (Ruy), Dadá e Jean Carlos (Jorge Henrique); Erick (Juninho) e Dadá

GOLS? Camilo 2x (Ponte Preta)

QUEM APITOU? Paulo Cesar Zanovelli

CARTÕES AMARELOS? Wellington Carvalho, Vinicius Zanocelo, Barreto, Dadá, Hélio dos Anjos (técnico) e Djavan

VERMELHOS? Ninguém foi expulso

PÚBLICO E RENDA? O jogo foi realizado com portões fechados

Comente com seu Facebook