Em noite de falhas defensivas, Guarani perde para o Figueirense e desperdiça chance de entrar no G4

0

O Guarani recebeu o Figueirense nesta terça-feira, no Brinco de Ouro, em jogo válido pela 16ª rodada da Série B e não conseguiu um bom resultado. Em noite marcada por falhas defensivas do lado bugrino, a equipe da casa foi derrotada por 3 a 2. Os gols foram marcados por Trevisan, Ferrareis e Henan (Figueirense) e Rafael Longuine e Matheus Oliveira (Guarani).

Com o resultado, o Guarani estacionou na 8ª colocação da Série B com 23 pontos. O próximo compromisso será na terça-feira que vem diante do Paysandu em Belém do Pará.

Improvisado na lateral-esquerda, zagueiro Henrique Trevisan apareceu aos sete minutos de jogo para colocar o Figueirense na frente no placar. Batido o escanteio por Diego Renan, o zagueiro saltou mais do que todo mundo e testou a bola para o fundo das redes. A equipe alvinegra diminuiu o interesse pelo ataque, mas logo teria de retomá-lo. O Guarani avançava e conseguiu o empate aos 20. Willian Oliveira bateu pro gol e Nogueira cortou. Mas o bloqueio virou assistência para Rafael Longuine, sozinho, cutucar e igualar.

Os visitantes, então, foram para cima e uma boa jogada coletiva terminou no barbante, aos 29. Na frente da área, Henan recebeu e tocou de calcanhar para Gustavo Ferrerais encher o pé, vazar Oliveira – que deixou a bola passar por baixo do corpo – e recolocar o time preto e branco na frente. Quatro minutos depois, por muito pouco Henan não ampliou. Ele puxou o contra-ataque, recebeu de Renan Mota em profundidade e foi na cara do goleiro para encobri-lo. Caprichosamente, a bola bateu na trave e foi afastada pela defensiva de verde. O Bugre seguiu em cima: arriscava de fora e assustava. Mas aos 42, alcançou nova igualdade. Matheus Oliveira recebeu na área e mandou cruzado e rasteiro. A redonda só parou quando tocou o lado de dentro das redes.

As equipes voltaram do descanso sem alterações. O jogo retomou a pegada, mas o primeiro lance de perigo custou a surgir. Mas quando apareceu, aos 11, Henan não desperdiçou. Renan Mota enfiou rasteira e dois defensores de verde não conseguiram o corte. A bola se apresentou limpa ao centroavante e ele bateu na saída do goleiro para botar o Figueirense pela terceira vez na frente do marcador. Mas depois deste gol a equipe alvinegra conseguiu controlar o placar: não permitiu pressão do Guarani e ainda tentou encaixar jogadas de ataque. Entre as trocas do time casa, a última foi a entrada do ex-Figueira Marcão. Depois do adversário efetuar as três mudanças que o técnico Milton Cruz passou a mexer. Colocou André Luis e Maikon Leite para dar novo fôlego, Eduardo para reforçar a zaga e assegurar a quarta vitória como visitante nesta Série B.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE – Denis; Diego Renan, Cleberson, Nogueira e Henrique Trevisan; Zé Antônio, Matheus Sales, Patrick (Maikon Leite), Renan Mota e Gustavo Ferrareis (Eduardo); Henan (André Luis). Técnico: Milton Cruz.

GUARANI – Oliveira; Kevin, Everton Alemão, Edson Silva e Pará; Willian Oliveira (Guilherme), Ricardinho, Denner (Rondinelly) e Rafael Longuine; Matheus Oliveira (Marcão) e Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

GOLS: Henrique Trevisan, aos 7/1T, Gustavo Ferrareis, aos 29/1T, e Henan, 11/2T (F). Rafael Longuine, aos 20/1T, e Matheus Oliveira, aos 42/1T (G).

CARTÕES AMARELOS: Matheus Oliveira e Rondinelly (G). Matheus Sales e Renan Mota (F).

ABITRAGEM: Denis da Silva Ribeiro Serafim, auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araujo e Rondinelle dos Santos Tavares (trio de AL).

PÚBLICO: 3.824 torcedores (pagantes) para a renda de R$ 47.528,00.

LOCAL: Brinco de Ouro, em Campinas (SP).

 

Comente com seu Facebook