Em meio a crise nos bastidores, elenco do Guarani busca retomar boa fase para sair da lanterna da Série B

0

A derrota no dérbi foi o estopim para o início de uma nova crise política no Guarani. Mas, dentro de campo, os jogadores tentam deixar de lado este assunto para retomar o bom momento do time que era observado até antes do clássico campineiro. “A gente tem que saber lidar com esta pressão (…) torcedor tá na razão tem o direito de cobrar e a gente tem que procurar estar sempre evoluindo”, disse o zagueiro Luiz Gustavo; um dos jogadores menos questionados do elenco.

ESPEL ELEVADORES

Na entrevista coletiva no início da tarde desta terça (13/08) no estádio Brinco de Ouro, o zagueiro Luiz Gustavo comentou a situação política que pode terminar com o impeachment do atual conselho de administração: “Querendo ou não acaba atrapalhando um pouco, mas a gente tem que ter a mente forte, trabalhar bastante o psicológico pra que estas coisas não atrapalhem dentro de campo e o nosso desempenho”.

Aos 25 anos, o jogador já passou por crises semelhantes a vivida no Guarani em outros clubes e acredita que esta experiência é fundamental para um momento como este. “Temos trabalhar e reunir forças para sair o mais rápido desta situação. O próximo jogo a gente ganhando já sai da zona, então temos que digerir esta derrota pra que no próximo jogo a gente possa voltar com força total”.

Ainda com relação ao dérbi, o atleta não entrou em polêmicas envolvendo as provocações. Antes e depois do clássico, jogadores da Ponte acusaram atletas do Bugre de terem pisado na camisa rival. “Até que eu saiba, não teve nenhum momento de provocação da nossa parte. Não fiquei sabendo de nada, desconheço isso. Deixa eles com as provocações deles e a gente vai continuar trabalhando aqui focado para que a gente possa conseguir nossos objetivos”.

Comente com seu Facebook