Em busca de um camisa 9, Guarani espera resposta do Londrina e procura novas opções

0
Foto: Gustavo Oliveira/LEC

O atacante Carlos Henrique ainda está na mira do Guarani. Em busca de um novo camisa 9 para brigar pela posição com Diego Cardoso e Davó, o Bugre ainda aguarda uma resposta sobre a disponibilidade do atleta, fez um segundo contato com o Londrina e deu um prazo para receber um posicionamento.

ESPEL ELEVADORES

O jogador começou a temporada no Grêmio Novorizontino na parceria da equipe paulista com o Londrina, mas depois de um desentendimento com o técnico Roberto Fonseca foi afastado e quase emprestado ao Operário – a negociação foi cancelada após uma contusão em um acidente doméstico.

Com a decisão da saída de Fonseca do Londrina e a efetivação de Alemão, com quem CH tem bom relacionamento, o atacante foi reintegrado no time paranaense após o Campeonato Paulista, mas segue sem espaço com a concorrência direta com Dagoberto, Safira e Uelber.

O Bugre apresentou interesse na contratação de Carlos Henrique no início da Série B após a saída de Anselmo Ramon, mas as negociações estão em ritmo lento. O jogador entrou em campo na sexta rodada contra o Vila Nova e atuou por 30 minutos. Mas nos dois últimos jogos ficou de fora dos relacionados para decidir seu futuro.

O clube campineiro deu um prazo para o LEC decidir se vai utilizar Carlos Henrique ou se o atleta está liberado para continuar negociando os termos contratuais e um contrato de empréstimo até o final do Campeonato Paulista do ano que vem.

O atacante de 1,83 metro teve passagens nas categorias de base de Grêmio e Internacional. Depois, já como profissional, atuou por Veranópolis-RS, Juventude Figueirense, Luverdense, Sinop-MT, PSTC, Sport e Londrina.

O melhor momento do atleta de 24 anos foi entre 2017 e 2018 quando marcou 19 gols em 55 jogos do Londrina.

Comente com seu Facebook