Em busca de atacantes, Ponte não marcou em 50% dos jogos que disputou na temporada

0

Balançar as redes tem sido um grande problema na vida da Ponte Preta. A Macaca não marcou em 16 dos 32 jogos disputados na temporada – passou em branco em 50% das partidas em que entrou em campo.

O número preocupante aumenta a expectativa por reforços no sistema ofensivo. A comissão técnica já solicitou ao menos dois nomes para reforçar o time de Doriva. Luis Fabiano, se recuperando de lesão no joelho, aparece como alternativa de mercado para a Macaca.

A derrota para o Sampaio Corrêa por 1 a 0, ontem, foi a 16ª partida da Ponte sem balançar as redes. O time também não balançou as redes contra Linense, Nacional, Palmeiras, Mirassol, Bragantino, Red Bull, Ferroviária, Paysandu, Náutico, Londrina, Flamengo (2x), Sampaio Corrêa (3x) e Vila Nova.

Reflexo disso tem sido o jejum dos atacantes. Felipe Cardoso, com 4 gols, é o artilheiro da equipe na temporada, mas amarga a reserva há três jogos com Doriva. Junior Santos, com apenas um gol, e André Luís, com dois no Dérbi 191, também não estão resolvendo favoravelmente ao time pontepretano.

A Macaca marcou 22 gols em 32 jogos na temporada. Média de 1,4. Em oito das onze derrotas da equipe em 2018 o ataque passou em branco.

Para a próxima partida na Série B, contra o Oeste, sábado, o técnico Doriva não descartou novas mudanças no ataque.