Diante do seu pior início em todas edições do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta entra em campo pela sétima vez na Bezona em busca da sua primeira vitória na competição.

O adversário será o Brasil de Pelotas, que também flerta com proximidade da zona de rebaixamento, mas tem vantagem na pontuação sobre a Macaca e joga em casa.

A Macaca desafia três números desfavoráveis dentro nesta sexta-feira, às 19h, no Bento Freitas.

HISTÓRICO CONTRA O BRASIL
Foram oito jogos contra o Brasil com duas vitórias, três empates e três derrotas. Jogando no Bento Freitas também tem desvantagem dos campineiros: apenas uma vitória em quatro jogos contra duas derrotas e um empate.

JEJUM DE VITÓRIAS
A Ponte Preta está há 10 jogos sem vitória. Desde a vitória contra o Guarani no dérbi 199, dia 5 de maio, foram seis derrotas (Palmeiras, Novorizontino, Brusque, Cruzeiro, Sampaio e Guarani) e quatro empates (Botafogo, Bragantino, Vasco da Gama e Operário).

ATAQUE EM BAIXA
O ataque da Ponte Preta não marca há quatro jogos. O último que balançou as redes foi Renatinho contra o Vasco. O sistema ofensivo passou em branco contra Sampaio, Cruzeiro, Guarani e Operário.

O técnico Gilson Kleina e seus comandados tentam superar o momento negativo. Por outro lado, a equipe tem crescido defensivamente e buscado maior estabilidade entre os zagueiros. De acordo com números do Sofa Score, a Macaca é o time que mais gera dificuldaeds aos adversários na criação de finalizações. O time campineiro tem média de 2 finalizações sofridas por partida.

A Rádio Bandeirantes acompanha todas informações da partida entre Brasil x Ponte Preta, a partir das 18h30, com toda equipe de Carlos Batista.

Comente com seu Facebook