Após quatro rodadas no banco de reservas para Rafael Pin, o goleiro Jefferson Paulino voltou ao time titular do Guarani e não foi vazado no empate contra o Brasil de Pelotas pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva, Catalá garantiu que a característica de jogar com os pés não influenciou na decisão de escalar Paulino.

“O papel do goleiro é defender o alvo. Claro que se ele tiver condição de participar da construção do jogo atuando com os pés, de maneira segura e confiante, podemos fazer. Mas não há necessidade de transferir para o goleiro uma responsabilidade que é do atleta de linha. O papel dele é outro”, explicou.

Paulino não foi vazado e pode ser novamente aproveitado na partida de sexta-feira, diante do Confiança, fora de casa. Mas Catalá garantiu que a disputa com Pins egue em aberto.

“Disputa aberta assim como em todas posições. Nenhum jogador tem cadeira cativa e eles sabem que a definição vem no dia a dia. Não tem time titular nem time reserva. Existe a oportunidade de 11 jogadores iniciarem e que eles busquem os espaços em uma disputa saudável”, concluiu.

Foto de David Oliveira

Comente com seu Facebook