Dinheiro perdido com punições do STJD pagaria salários do mês na Ponte Preta

0

por júlio nascimento

Depois de ficar seis jogos sem comportar torcedores no Majestoso em punição do STJD pela invasão no gramado na partida contra o Vitória no Brasileirão do ano passado, a Macaca foi alvo do Pleno mais uma vez e perdeu mais dois mandos, além de multa de R$ 10 mil, por um rojão atirado no gramado na partida contra o Oeste pela 8ª rodada da Série B.

Além do prejuízo desportivo, pois a Macaca somou apenas cinco pontos de dezoito disputados no período sem torcida, o bolso segue pesando para a diretoria. Foram R$ 156 mil em prejuízos com o Majestoso, R$ 40 mil em multas e mais de R$ 10 mil desperdiçados em arrecadação de bilheteria.

Levando em consideração a possibilidade do Majestoso receber torcedores neste período, além de evitar o dinheiro gasto com a punição, a Macaca arrecadaria com a presença do público. A soma ultrapassa R$ 200 mil e pagaria um mês de folha salarial entre os jogadores da equipe profissional.

O Departamento Jurídico, comandado pelo Dr. Giuliano Guerreiro, protocolou um pedido de efeito suspensivo para que a partida contra o Fortaleza seja realizada com portões abertos, mas a Macaca terá que atuar fora de Campinas por duas rodadas e terá o déficit aumentado com punições impostas pelo STJD.

Outro ponto para fazer o torcedor refletir é que o dinheiro gasto com pagamento de multas e manutenção do Majestoso representa 2% da receita obtida nesta temporada.