O sistema defensivo do Guarani melhorou a média de gols sofridos desde a chegada de Felipe Conceição, mas segue sofrendo com a bola parada dos adversários.

Na partida contra o Juventude na última rodada, o Bugre sofreu com o fundamento pelo terceiro jogo seguido. No empate contra o Vitória acabou sofrendo gol de pênalti, além dos escanteios de Avaí e Juventude nas últimas partidas.

Agora são 22 dos 39 gols sofridos através da bola parada dos adversários seja por cobrança de falta, escanteio ou pênaltis.

O técnico Felipe Conceição pontuou como um lance isolado de falta de atenção para o gol sofrido na última partida. “Foi uma bobeira e um lance infeliz da nossa defesa para acontecer o gol. Mas nossa equipe está reagindo e crescendo nas partidas”, explicou.

GOLS SOFRIDOS DE BOLA PARADA:
1 x Santos
1 x Mirassol
1 x Santo André
1 x Novorizontino
2 x Ponte Preta
1 x Botafogo
1 x Ituano
1 x Inter de Limeira
1 x CSA
2 x Cruzeiro
1 x Paraná
1 x Chapecoense
1 x Oeste
1 x Figueirense
1 x Sampaio
2 x Ponte Preta
1 x Vitória
1 x Avaí
1 x Juventude

Comente com seu Facebook