O zagueiro Didi, de 29 anos, trocou o Botafogo para atuar no Guarani e será nova opção para o sistema defensivo do técnico Thiago Carpini. O atleta recebeu uma proposta para atuar no exterior, mas fez a opção pelo Bugre.

“Eu tive uma proposta para atuar fora, mas recebi o projeto do Guarani e gostei muito. Eu fui procurado pelo Michel Alves, joguei com Bruno Lima, Jefferson e outros jogadores, então tudo isso acabou facilitando e me motivando. Gostei muito do projeto do clube”, explicou o zagueiro em sua entrevista de apresentação.

O melhor momento de Didi foi no futebol turco. Foram três anos atuando na Europa, mas o retorno ao Brasil foi antecipado após uma lesão. “Na Turquia é um futebol mais rápido e de mais força. Aqui no Brasil se exige mais da capacidade técnica. Mas eu evolui na postura tática que é exigida na Europa”, continuou.

A defesa do Bugre passou por reformulação desde o início da paralisação. O experiente Leandro Almeida e o jovem Vitor Mendes deram lugar para Didi e Wálber.

“Eu prefiro jogar pelo lado esquerdo da zaga, mas estou aqui para ajudar o máximo e onde o professor Carpini precisar estarei ajudando. Vai ser uma disputa sadia e a concorrência é grande. São excelentes zagueiros e quem vai definir quem vai atuar é o professor Carpini e o trabalho feito durante a semana”, explicou.

No ano passado, ainda pelo Botafogo na Série B, Didi foi eleito um dos melhores passadores da competição. “Eu me defino como um zagueiro rápido e que tem um bom passe. Ano passado fui eleito o melhor passador da Série B e pretendo continuar dando sequência ao meu trabalho”, finalizou.

Foto de David Oliveira/Guarani FC

Comente com seu Facebook