Desculpas, planejamento e respeito: as primeira palavras de Doriva no retorno à Ponte

0

O primeiro dia de trabalho do técnico Doriva na Ponte Preta foi marcado pela entrevista coletiva de apresentação. O treinador pediu para que não fosse registrada a primeira conversa com os jornalistas em que ele pediu desculpas pela atitude de não atender aos jornalistas campineiros no dia em que assinou a rescisão com o clube na saída em 2015. Depois, ele explicitou o fato: “Uma falta de respeito com a imprensa campineira…. peço desculpas a vocês e também, lógico, ao torcedor, à diretoria e a própria Ponte Preta… naquela ocasião, de fato, não soube proceder, mas me arrependi demais, quero reconstruir minha história aqui dentro da Ponte”.

O treinador não vai poder comandar a Ponte nos dois últimos jogos do time no Paulistão, nas finais do Torneio do Interior. O regulamento não permite que ele, que comandou o Novorizontino, esteja no banco de reservas nas duas partidas. O interino João Brigatti segue na função.

Doriva também falou sobre os planos dele e do clube para reforçar o elenco para o Campeonato Brasileiro da Série B: “A gente tem que ter inteligência, tem que buscar sim atletas que enquadrem no nosso perfil atual, e isso a gente tem feito, tem estudado o mercado… a gente tem que ser agressivo neste momento em que precisa reformular o nosso elenco pra gente ter um elenco competitivo. Com certeza vamos buscar este atletas”.

Confira, a seguir, a íntegra da entrevista coletiva de apresentação de Doriva: