#DérbiNaBand: Vadão alerta para os perigos do clássico e prevê duelo equilibrado no Brinco de Ouro

0

Se existe alguém que conhece de Dérbi ele se chama Oswaldo Alvarez.

O Vadão é especialista no principal clássico do interior e já participou do evento dirigindo Guarani e Ponte Preta. E mais: nunca perdeu.

Em conversa exclusiva com o Portal CB, Vadão falou sobre os perigos do Dérbi e projetou a partida de hoje no Brinco de Ouro.

Carga emocional 

“Existe uma mudança de comportamento para o Dérbi. O tratamento com a imprensa muda porque a cobertura cresce, a diretoria mexe nas premiações e a cobrança da torcida é maior. O Dérbi é considerado um jogo a parte e a carga de pressão é muito maior em comparação aos outros jogos”

Treinos fechados

“É necessário para fazer algo diferente. Eu já venci um Dérbi com Bruno Aguiar em 2009 após ensaiar uma bola parada em um treino fechado. É fundamental para reservar algo que pode decidir o jogo. Mas quando você tem uma semana inteira para trabalhar, como no caso do Guarani, é importante ter um contato com o torcedor também”

Guarani

“O Guarani tem uma padronização maior. Está com o mesmo técnico desde o início do ano e o Umberto vem muito bem. Conseguiram um acesso e o astral está elevado”

Ponte Preta

“A Ponte vem num ritmo contrário ao do Guarani. Não fez um grande Campeonato Paulista mesmo com o título do Troféu do Interior. Aparentemente o Guarani levaria uma vantagem, mas a Ponte conseguiu reagir contra o Flamengo e encheu o torcedor de confiança. As equipes estão equiparadas”