#DérbiNaBand: o que mudou na dupla campineira após 112 dias do Dérbi 191

0

por júlio nascimento

Após 112 dias, Ponte Preta e Guarani voltam a se enfrentar neste sábado, às 16h30, no Moisés Lucarelli, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Será o 192º encontro entre a dupla campineira. Mas o que há de diferente nos times após mais de três meses do jogo do primeiro turno?

DOIS REMANESCENTES BUGRINOS…
A principal mudança no lado do Guarani está na escalação. São apenas dois remanescentes da escalação do Dérbi 191. O volante Ricardinho e o centroavante Bruno Mendes são os únicos sobreviventes do primeiro jogo. O goleiro Bruno Brígido, o lateral Lenon, o volante Baraka e o meia Bruno Nazário deixaram o Brinco de Ouro. Os zagueiros Alemão e Edson Silva, o lateral Marcílio e os meias Rondinelly e Erik perderam a condição de titularidade.

O provável Guarani para entrar em campo tem Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício Carioca e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Jefferson Nem (Bigode), Rafael Longuine e Bruno Xavier; Bruno Mendes. Escalação bem diferente em relação ao time que Umberto Louzer mandou a campo no primeiro turno.

BASE MANTIDA, MAS TÉCNICO DIFERENTE…
A base titular da Ponte Preta foi mantida em relação ao primeiro dérbi. São cinco remanescentes confirmados, mas a lista pode aumentar para seis caso Danilo Barcelos seja escolhido para entrar no meio-campo. A defesa praticamente não mudou. Apenas Nicolas entra na vaga de Orinho na lateral-esquerda. O meio-campo será diferente. André Castro e Paulinho ficam no banco para Lucas Mineiro e Nathan. Tiago Real e Danilo Barcelos, que foram titulares no Dérbi 191, disputam a vaga no time titular.

A principal mudança, entretanto, está no banco de reservas. Após vencer o clássico no primeiro turno, Doriva não resistiu a sequência ruim de resultados e foi substituído por João Brigatti. Um dos goleiros com mais jogos pela Macaca – e com cinco dérbis no currículo como jogador -, o atual comandante pontepretano recebeu uma oportunidade da diretoria e tem tido o respaldo de boa parte dos torcedores.

INSEGURANÇA NO GOL…
Um dos pontos fortes do elenco bugrino no Dérbi 191 era Bruno Brígido. O goleiro havia se destacado na Série A2 do Campeonato Paulista e fez uma grande campanha no início da Série B. Mas após ser negociado com o Feirense, de Portugal, deixou uma lacuna aberta. Georgemy, Rodolfo Castro, Oliveira e agora Agenor… Quatro goleiros testados e no caso dos três primeiros muitas críticas. A esperança está no jogador de 28 anos, que teve boa passagem pelo Joinville em 2015, mas não deixou saudades no Sport – seu último clube. O Dérbi 192 é encarado como possibilidade de afirmação para Agenor, que não sofreu gols nos seus dois primeiros jogo como titular.

A QUEDA DE ORINHO E BARCELOS…
Destaques do jogo no Brinco de Ouro, a dupla Orinho e Danilo Barcelos sofreu grande queda de desempenho após um turno. Orinho sofreu com a sequência de lesões e quando recebeu oportunidade decepcionou Brigatti com expulsões e faltas. Já Barcelos ainda não desempenhou o futebol que era esperado. Após desembarcar como principal contratação de 2018, o ala ainda busca a melhor forma para ajudar no rendimento da Macaca.

EXPECTATIVA COM OS NOVATOS…
O zagueiro Fabrício Carioca e o atacante Hyuri não participaram do Dérbi 191. Eles também não imaginavam negociações com Guarani e Ponte Preta, respectivamente. Mas após três rodadas em campo, os atletas geraram grande expectativa nos torcedores. Fabrício surgiu como solução para o criticado sistema defensivo do Bugre e com ele em campo a equipe de Umberto Louzer não sofreu gols em três jogos. Já Hyuri era a peça solicitada pela comissão técnica. Atacante de velocidade e explosão para dividir as funções com André Luís. Foram duas assistências e um gol em três jogos com elogios de João Brigatti.

RAFAEL LONGUINE, DE ESTREANTE A PROTAGONISTA
O grande destaque do Guarani na Série B é Rafael Longuine. O meia, emprestado pelo Santos, marcou 8 dos 33 gols do Bugre na competição. Sua estreia foi justamente no Dérbi 191 e, deste então, o atleta assumiu o papel de protagonismo dentro da equipe de Umberto Louzer.

BERIMBAU, A RECUPERAÇÃO DA CONFIANÇA
Quando Junior Santos entrou no segundo tempo do Dérbi 191 não agradou aos torcedores da Ponte Preta. O início do atacante no Majestoso não foi positivo. Ficou 13 jogos sem marcar gols. A recuperação, entretanto, voltou com João Brigatti e o jogador é o vice-artilheiro da Macaca na temporada com sete gols. Suas atuações chamaram atenção do Santos, que chegou a avaliar sua contratação para a Série A.

A Rádio Bandeirantes AM 1170 transmite o Dérbi 192 com narração de Carlos Batista, comentários de Carlos Henrique e Valdemir Gomes, reportagens de Antônio Luppi, Marcos Luiz e Júlio Nascimento, além da ancoragem de José Arnaldo e Edu Pinheiro. A transmissão, AO VIVO, começa a partir das 10h.