#DerbiNaBand: Doriva descarta usar time alternativo na Copa do Brasil, mas estuda mudanças

0

A Ponte Preta tem uma semana decisiva pela frente. Além do Dérbi, no próximo sábado, no Brinco de Ouro, a equipe alvinegra recebe o Flamengo, quarta-feira, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. A ideia de time alternativo é descartada pela comissão técnica, mas mudanças podem ocorrer.

Com exceção ao goleiro Ivan, nenhum setor está livre de mudanças.

LATERAIS
Tony e Igor Vinicius dividem a função na lateral-direita da Ponte Preta. O primeiro, jogador de 28 anos, foi contratado por indicação do técnico Doriva, com quem trabalhou no Novorizontino, mas não rendeu o esperado e perdeu a função para o jovem Igor, de 21 anos, ex-Santos. O dono da camisa 2 não está garantindo, o que acontece no lado esquerdo com Marciel. O volante, que atua improvisado na ala, pode perder a posição para Orinho – que cumpriu suspensão contra o Londrina -, e pode fazer uma dobra com Danilo Barcelos.

ZAGUEIROS
Renan Fonseca é o líder do sistema defensivo e dificilmente deixará a equipe por ter a confiança da comissão técnica. Mas o seu companheiro ainda não está definido. Revelado pela base da Macaca, Reynaldo ainda não luziu como havia feito no Paulistão de 2017 e deixa dúvidas se é a decisão correta para Doriva. O mesmo ocorre com Léo Santos, que foi titular nas últimas rodadas. O dono da posição na Série B deve ser Reginaldo, emprestado pelo Fluminense, mas há um receio de colocá-lo como titular em um Dérbi com menos de 10 dias de clube.

VOLANTES
Paulinho sai na frente pela condição de titular. O zagueiro Nathan, que atua improvisado no meio-campo há um mês, briga com o experiente João Vitor. Doriva não descartou usar Tiago Real como segundo volante ao lado de Paulinho e optar pela entrada de um jogador mais ofensivo na equipe, mas as opções serão estudadas nesta terça-feira, no treino de véspera do confronto contra o Flamengo.

ATAQUE
Ao lado da defesa é o setor que gera mais dores de cabeças para a comissão técnica. Com um aproveitamento abaixo da média, o ataque apresenta opções como Felipe Saraiva, Danilo Barcelos, André Luiz, Junior Santos, Felippe Cardoso, Aaron, Yuri e Gabriel Vasconcelos, mas ninguém se destacou após três rodadas na Série B.

Doriva tem uma missão difícil pela frente. Além de vencer a desconfiança gerada em cima do elenco pontepretano, terá pouco tempo de treinos. A equipe se reapresentou nesta segunda-feira e terá um trabalho tático na terça. Após o confronto com o Flamengo, quarta, na Copa do Brasil, terá o período da tarde da quinta e a sexta-feira para preparar o time no jogo que pode definir seu futuro.

A partida entre Guarani e Ponte Preta terá transmissão da Rádio Bandeirantes AM 1170. A programação especial começa no sábado, a partir das 10 horas, com convidados especiais. #DérbiNaBand 

Comente com seu Facebook