Ponte Preta e Guarani ficaram no empate sem gols na edição 201 do dérbi campineiro. A partida, válida pela 24ª rodada da Série B, foi realizada no Moisés Lucarelli.

Mas como foram os dois times nas estatísticas do clássico?

SISTEMA OFENSIVO
Foram 29 finalizações na partida, mas apenas oito em direção ao gol (quatro de cada lado). A Ponte Preta teve menos posse de bola (43%), mas foi quem mais finalizou e puxou contra-ataques (3 contra 0). Já o Guarani trocou mais passes (366 contra 271), teve mais escanteios (10 contra 6) e cruzamentos (23 contra 21).

SISTEMA DEFENSIVO
O Guarani desarmou mais vezes (13 contra 7), mas foi a Ponte Preta que venceu mais divididas (16 contra 6) e as duas defesas funcionaram. Ivan Quaresma fez quatro defesas difíceis contra três de Rafael Martins. Os dois goleiros foram protagonistas na etapa final.

ARBITRAGEM
Marcelo de Lima Henrique foi discreto durante o primeiro tempo e apareceu um pouco mais na etapa final, mas sem polêmicas. O árbitro aplicou 33 faltas (17 do Guarani, 16 da Ponte Preta) e aplicou três amarelos: Cleylton, Rayan e Ludke. Foram apenas três impedimentos marcados e nenhuma grande reclamação dos dois lados.

Foto de Thomaz Marostegan/Guarani FC

Comente com seu Facebook