Dérbi 195 termina igual, sem gols

0
Foto: Carlos Giacomeli

O último dérbi da temporada 2019 ficou no zero a zero. No Brinco de Ouro, Guarani e Ponte Preta fizeram uma partida equilibrada, com boas oportunidades para os dois lados.

ESPEL ELEVADORES

O Bugre foi melhor no primeiro tempo, enquanto a Macaca esteve em vantagem na etapa final. No saldo, um ponto para cada lado.

O clássico confirma uma invencibilidade da Ponte no dérbi que dura 7 anos. Em 2019, os Pontepretano tiveram dois vitórias no Majestoso e este empate no Brinco.

O empate deixou o Guarani a quatro pontos da zona de rebaixamento. Pelas contas da comissão técnica alviverde, o Bugre precisa de mais uma vitória para escapar da ameaça de descenso. O Bugre volta a campo na próxima terça (12/09) quando enfrenta o adversário direto Vila Nova fora de casa.

Para a Ponte, o empate muda pouco a situação do time, que não tem mais objetivos na Série B. O time continua na décima primeira posição com 44 pontos e completa o sétimo jogo sem vitória. A Macaca volta a campo também na terça (12/09), quando recebe o Figueirense.

O JOGO

Em casa, o Guarani vacila no setor defensivo duas vezes antes dos primeiros cinco minutos, mas a Ponte não aproveita. Apesar dos erros, o jogo é equilibrado e as duas equipes têm chances em bolas cruzadas pelo alto para a área que os goleiros trabalham bem.

A primeira voz oportunidade é do Bugre em um chute de fora da área de Lucas Crispim que Ivan espalma. A Macaca responde em outro chute de fora da área: Renato Cajá exige boa defesa de Paulino.

O Guarani leva vantagem na posse de bola, mas a Ponte iguala as ações e o jogo mostra muito equilíbrio. Mas as duas melhores oportunidades da primeira etapa são bugrinho: depois do cruzamento da esquerda, Michel Douglas sobe com liberdade e cabeceia por cima do gol. Depois, em mais uma jogada na esquerda, Thallyson manda pra área, Rondinelly, mesmo de costas, faz um cabeceio por cobertura e Ivan salva a Ponte. Um primeiro tempo movimentado, mas que termina sem gols.

A Ponte volta do intervalo tentando ser mais ofensiva e Roger da trabalho a Jefferson Paulino. O Guarani segue com mais posse de bola, mas com menos efetividade. O Bugre consegue boa chance na falta de Arthur Rezende que Ivan espalma.

O jogo esfria nos minutos finais e as chances de gol diminuem e os jogadores sentem o aspecto físico; foi o cenário ideal para o zero a zero ser confirmado.

GUARANI X PONTE PRETA

Campeonato Brasileiro Série B – 34a rodada

Data: sábado, 9 de novembro

Horário: 16h30

Local: Estádio Brinco de Ouro

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Assistentes: Sidmar dos Santos e Frederico Soares Vilarinho

Cartões Amarelos: Lucas Mineiro, Luiz Gustavo

Cartão Vermelho: Luiz Gustavo

Público: 12.607

Renda: R$ 181.150

GUARANI: Jefferson Paulino; Lenon, Luiz Gustavo (Ricardinho), Bruno Silva, Giaretta e Thallyson; Arthur Rezende, Rondinelly e Lucas Crispim (Renanzinho); Davó e Michel Douglas (Diego Cardoso). Técnico: Thiago Carpini

PONTE PRETA: Ivan; Edilson, Renan Fonseca, Airton (Trevisan) e Guedes; Washington, Lucas Mineiro (Araos), Camilo e Renato Cajá (Vico); Marquinhos e Roger. Técnico: Gilson Kleina

Comente com seu Facebook