Depois de 2 tropeços em casa, Jorginho é demitido da Ponte

0

A diretoria da Ponte Preta decidiu na manhã deste domingo (25/08) pela demissão do técnico Jorginho. O treinador não suportou a pressão criada pelo baixo aproveitamento nas duas últimas partidas no Majestoso contra concorrentes diretos ao acesso: derrota para o CRB e empate com o Sport.

ESPEL ELEVADORES

Em 30 partidas no comando da Macaca entre Paulistão, Copa do Brasil e Série B, Jorginho teve 12 vitórias, 11 empates e 7 derrotas; aproveitamento de 52,2%.

A relação entre Jorginho e Ponte Preta já tinha passado por um grande desgaste quase um mês atrás, quando a Macaca perdeu para o América-MG em casa e o treinador chegou a entregar o cargo. Uma boa conversa fez diretoria e treinador confiarem na manutenção do trabalho, que ainda rendeu uma vitória no dérbi e o retorno do time do G-4.

No entanto, a queda de rendimento em geral voltaram a colocar o trabalho de Jorginho em xeque. A declaração do treinador envolvendo a história do clube também incomodou após o jogo contra o Sport: “Eles estão superando as lutas e dificuldades. Não é simples dentro de um campeonato mudar 119 anos de história. É um desafio que tenho como treinador e educador”, disse Jorginho.

A diretoria pontepretana corre atrás imediatamente de um substituto para Jorginho. Gilson Kleina é o nome mais forte para assumir o comando da Macaca. O comunicado emitido pela assessoria de imprensa do clube diz que no jogo desta terça (27/08) contra o Brasil-RS fora de casa, “time deverá ser dirigido de forma interina por um integrante da Comissão Técnica.”

Comente com seu Facebook