A Ponte Preta entra em campo nesta quinta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro, para enfrentar o Santos, em duelo válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O último encontro entre os dois times nesta fase da competição ocorreu em 2017 quando Aranha foi decisivo para a classificação da Macaca.

“O que eu mais tenho de recordação deste momento é a festa com os torcedores inclusive no estádio. Fomos bem representados no Pacaembu e a classificação foi mais importante do que qualquer atuação individual”, relembrou o ex-goleiro.

A Macaca de Gilson Kleina venceu o Peixe de Dorival Júnior na primeira partida por 1 a 0 com gol de William Pottker. Na volta os santistas acabaram vencendo no Pacaembu com gol de David Braz.

A partida acabou sendo definida nos pênaltis. Todos atletas pontepretanos converteram e Aranha defendeu a penalidade de David Braz.

“A gente sempre acaba estudando os batedores, né? E agora com a evolução dos preparadores de goleiros você acaba tendo um aproveitamento muito maior. Tudo isso acaba ajudando, unindo-se à sensibilidade do goleiro, para confirmar a classificação”, explicou Aranha em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Aranha relembrou que a chegada de Gilson Kleina ocorreu em um momento decisivo na competição.” A campanha da Ponte foi surpreendente para muitos também pelo nosso início, mas o grupo era muito focado e conseguimos uma grande reviravolta apresentando um grande futebol nas rodadas finais”, encerrou o ex-goleiro.

Comente com seu Facebook