Decisão judicial atrasa negociação entre Corinthians e Guarani por Davó

0
Foto: David Oliveira - Guarani Futebol Clube

A negociação entre Guarani e Corinthians por Davó sofreu um contratempo nos últimos dias. Os dois times chegaram em um acordo pelo valor do atleta, avaliado em R$ 8 milhões, mas uma decisão judicial atrasa o desfecho do negócio.

Davó teve 40% dos direitos econômicos adquiridos pela Elenko Sports recentemente, mas os empresários garantem que não foi um movimento pensando em futuras negociações.

O Corinthians aparece como o principal interessado na contratação do atleta, mas recebeu um ofício judicial nos últimos dias com instruções para não depositar nenhum valor na conta do Guarani.

Seja qual for o valor que o Bugre receberá pela transação do jovem atleta, o dinheiro será penhorado. O documento foi enviado pelo juiz Francisco José Blanco Magdalena, da 9ª Vara Civil de Campinas, no início da semana.

“(…) oficie-se ao “Sport Club Corinthians Paulista”, no endereço a ser informado pela exequente, comunicando da penhora sobre os efeitos econômicos que advêm dos direitos federativos atrelados ao atleta “Matheus Alvarenga de Oliveira” (Davó), para que sejam adotadas as providências cabíveis no sentido de que eventual transação com o “Guarani Futebol Clube” os valores da compra sejam depositados em conta judicial à disposição deste Juízo”

A reportagem entrou em contato com o presidente do Guarani, Ricardo Moisés, mas não obteve nenhuma resposta até o momento da publicação. Assim que o dirigente se pronunciar a matéria será atualizada.

Comente com seu Facebook