O bom momento do jovem Gabriel Pereira no Corinthians está sendo acompanhado de perto pelo Guarani.

Destaque com Sylvinho na Série A do Campeonato Brasileiro, GP fez a base no Bugre e deixou Campinas com 17 anos para se juntar ao Timão.

Quando deixou o Brinco de Ouro, Gabriel Pereira tinha 30% dos direitos ligados ao Guarani, mas a porcentagem diminuiu neste ano.

De acordo com relatório divulgado pelo próprio Guarani em abril, o time campineiro detém 10% do atacante corintiano e segue monitorando sua ascensão na expectativa de lucrar futuramente com alguma venda.

O Corinthians negocia com os representantes do atleta uma renovação contratual com direito a multa milionário. O contrato de GP termina em março de 2022. Mesmo em caso de renovação, o Bugre irá manter sua porcentagem.

Há interesse dos empresários e do próprio Corinthians em adquirir Gabriel Pereira em sua totalidade, mas isso precisaria ser negociado com o Conselho de Administração do Guarani.

Outros jogadores que o Guarani monitora são Elias do Grêmio (7%), Gabriel Menino do Palmeiras (20%), João Vitor do Flamengo (27%) e Renan Rodrigues do Cruzeiro (40%).

Foto de Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Comente com seu Facebook