De incontestável à reserva: como Ricardinho perdeu espaço com Thiago Carpini

0
Foto; Letícia Martins/Guarani FC

Ricardinho foi, durante uma temporada e meia, uma das referências técnicas e de liderança no Guarani. Com disposição e regularidade foi homem de confiança de Umberto Louzer durante o ano passado, além de ter sido capitão da equipe em boa parte de 2019 com Osmar Loss, Eutrópio e Roberto Fonseca.

Mas a história com Thiago Carpini é diferente. O treinador interino barrou um dos principais atletas do elenco bugrino e mudou em dois jogos o status de Ricardinho de titular incontestável para reserva de luxo (nos padrões da Série B).

Ricardinho atuou em 52 jogos com a camisa do Guarani no ano passado. Foi desfalque apenas em quatro partidas, sendo apenas uma vez por problemas físicos. Sua regularidade permaneceu neste ano e o volante soma 31 jogos com o Bugre – que tem 35 partidas na temporada.

“Conversei com o Ricardinho por tudo que ele representa dentro do grupo e ele entendeu a situação. Mesmo na reserva, ele segue como referência e capitão. Em momentos ele vai voltar, jogar e contribuir”, explicou Carpini após barrá-lo contra o Londrina.

Para a próxima rodada, a comissão técnica não poderá contar com Deivid, suspenso. Ricardinho seria o substituto natural, mas Carpini testou Pedro Acorsi e o novato Marcelo para o setor.

Fato é que Ricardinho parece distante de retomar sua condição de titular absoluto e terá que recuperar seu rendimento de 2018 para convencer Thiago Carpini que pode contribuir tecnicamente como em outros momentos pelo clube.

(por Júlio Nascimento)

Comente com seu Facebook