Copa do Brasil vira opção de fôlego financeiro para Ponte Preta

0

Acumulando dívidas da gestão anterior, a Ponte Preta comemora toda entrada de dinheiro. Após classificação na Copa do Brasil, ontem, contra o Náutico, na Arena Pernambuco, a Macaca arrecadou R$ 2,4 milhões por avançar à próxima fase.

Agora, o time de Doriva conhecerá o adversário das oitavas de final na sexta-feira, em novo sorteio da CBF, no Rio de Janeiro. Se conseguir um novo avanço – marca recorde nos últimos anos -, a equipe campineira pode acumular mais R$ 3 milhões.

A premiação recorde do torneio auxilia a Ponte Preta no pagamento e diminuição de dívidas. A Macaca enfrenta uma série de solicitações trabalhistas de jogadores que estiveram no elenco em 2017.

O último a entrar na Justiça contra a equipe foi o meia Renato Cajá. Sem clube desde janeiro, ele cobra R$ 60 mil referentes aos três meses de direitos de imagem que não foram pagos (outubro, novembro e dezembro).

Comente com seu Facebook