Contra desgaste físico, Guarani vai em busca da 4ª vitória consecutiva na série B

0
Elenco do Guarani volta aos trabalhos nesta segunda

Superar o cansaço e a maratona de viagens, treinos e jogos intensos. Este é o grande objetivo do Guarani esta noite no Heriberto Hulse em Criciúma. Se olharmos com mais cuidado a situação do adversário, podemos até pensar num confronto relativamente tranquilo para o Bugre. O Criciúma é só o décimo oitavo colocado, tem quatro derrotas, dois empate e apenas uma vitória. Além disso, a equipe catarinense só balançou as redes cinco vezes em sete partidas. Só que é preciso também olhar para a evolução da equipe. Depois de somar um ponto nas primeiras quatro rodadas, a equipe trocou de treinador e Luiz Carlos Winck conseguiu fazer o time sair da lanterna e almejar até respirar fora da zona de rebaixamento em caso de uma vitória esta noite aliada a uma combinação de resultados da oitava rodada da série B.

O técnico do Bugre sabe das dificuldades de encontrar um adversário em ascensão. “No momento com o Winck, a equipe melhorou demais. A gente tem que esquecer este começo do Criciúma, olhar pra este momento dos últimos três jogos onde o Criciúma teve um crescimento”. O comandante alviverde também alerta para a pressão das arquibancadas: “conhecendo bem o torcedor de lá, quando ele percebe que o time está respondendo, ele vai, incentiva, tem a bandinha que faz um barulho danado no estádio e isso tudo traz uma motivação maior”.

O Guarani deve ir a campo com duas mudanças com relação ao time que venceu o Paysandu na última rodada. A provável escalação alviverde terá Leandro Santos, Lenon, Genilson, Diego Jussani e Salomão, Evandro, Denner e Bruno Nazário, Braian Samudio, Claudinho e Eliandro. Fumagalli e Auremir não viajaram com a delegação e serão substituídos por Claudinho e Denner respectivamente.

Com 15 pontos em 7 rodadas, o Bugre não vai sair do G-4 mesmo em caso de derrota. Mas uma vitória pode colocar o time na liderança da série B. Seria um grande prêmio para um time que está perto de chegar à quarta vitória seguida. “Num campeonato difícil, três já é difícil, se a gente conseguir a quarta, e com a possibilidade de dois jogos em casa depois, passa a ser uma campanha de uma expectativa bem acima do que a gente esperava”, comenta Vadão.

Comente com seu Facebook