O Guarani deve anunciar nas próximas semanas seu novo fornecedor de material esportivo. O Bugre tem duas propostas em mãos de três anos de contrato para analisar.

“O Conselho de Administração está avançando nas negociações e tentativas. Temos duas propostas e estamos tentando o melhor para o Guarani no menor espaço de tempo. O mínimo exigido pelos fornecedores é um contrato de três anos e por isso precisamos de uma escolha certeira”, explicou o presidente Ricardo Moisés.

Após sondagens de Kappa e Diadora, a empresa que apresentou oficialmente um projeto para Guarani é a Macron – que tem crescido no cenário europeu após fornecimento de material esportivo para o Sporting de Portugal.

“Vale muita cautela para nós para buscarmos o melhor contrato porque não podemos ter problemas durante esse período de três anos por ser um período muito longo”, reiterou o dirigente.

Foto de David Oliveira/Guarani FC

Comente com seu Facebook