Por Valdemir Gomes

A Ponte Preta anunciou na última semana um pacote com cinco contratações para sequência da Série B do Campeonato Brasileiro.

São nomes que podem cobrir algumas lacunas existentes no atual elenco, mas ainda não é possível afirmar que se trata de um pacote para qualificar ou apenas compor o grupo pontepretano.

Mas analisando individualmente os nomes anunciados pela diretoria executiva iniciamos com o lateral Léo Pereira. Ex-Lusa, o atleta chega para ser o reserva de Apodi e preencher uma posição que não tinha nenhum jogador.

Léo Pereira chega num primeiro momento para compor atuando em eventualidades e acabar com improvisações nas ausências do titular da vaga.

Já o zagueiro Ruan Renato não é inferior aos zagueiros que a Ponte Preta tem em seu elenco. É um atleta que chega para brigar por titularidade e acredito que qualifica por ter condições de jogar.

Já o volante Barreto é a principal contratações dos anunciados durante a semana. Jovem, mas com experiência na Série B, poderá qualificar indiscutivelmente um dos setores que mais oscila no time titular.

Wanderley foi revelado pela Ponte Preta em meados dos anos 2000, estava no Coritiba e agora recebeu um contrato de produtividade. É um jogador que tecnicamente não tenho dúvidas por considerá-lo superior aos atacantes do atual grupo, mas fica um pouco de dúvida sobre o condicionamento físico.

Já Tiago Orobó é um jogador que vem para compor elenco. O sonho de consumo era Bergson, ex-Ceará, mas ele acabou escolhendo o Fortaleza. É um atleta que vem para ajudar em um setor carente também.

Foram cinco contratações que se pode discutir se vão preencher o nível técnico do grupo, mas indiscutivelmente geram mais opções ao técnico Marcelo Oliveira nos próximos jogos.

Poderia ter sido melhor? Sim.

Mas pela carência de reforços ficou de bom tamanho.

A Ponte Preta passará menos sufoco com os últimos reforços.

Comente com seu Facebook