Por Gleguer Zorzin

É claro que é muito cedo para qualquer tipo de avaliação profunda sobre a participação de Gabriel Mesquita no Guarani.

Mas o jovem goleiro mostrou ter personalidade, ser arrojado e ter os ingredientes para se tornar um bom jogador.

Os primeiro ponto positivo é que a resposta no aspecto técnico e emocional em sua estreia foi boa. Essa era a principal preocupação dos torcedores e da comissão técnica.

Mesquita vem de uma categoria de base que tem uma metodologia interessante que é a do Athletico Paranaense. E a prova disso foi sua participação contra o América Mineiro.

Ele foi eleito com louvor o melhor em campo pela equipe da Rádio Bandeirantes de Campinas.

Ainda é cedo para conclusões, mas espero que os jogos e a titularidade possam dar experiência e confiança para o Gabriel.

E também espero que no processo de continuidade de trabalho tenha uma participação efetiva do preparador Gilberto Félix na apuração da parte técnica e emocional do atleta.

Cedo? Sim. Mas gostei do que vi e daria sequência como titular do Guarani nos próximos jogos.

Foto de David Oliveira/Guarani FC