O Guarani está em Manaus para o duelo desta quinta-feira, contra o Vasco, na Arena da Amazônia, válido pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Mas a saída do Brinco de Ouro para Viracopos não foi tranquila.

Um protesto inicialmente pacífico se transformou em momentos de tensão na noite de ontem.

Torcedores foram até o estádio cobrando a diretoria por um novo técnico – a equipe completou 15 dias sem treinador desde a saída de Paulista -, além de um bate-papo com o elenco para questionar o rendimento recente.

O meia Giovanni Augusto, um dos capitães da equipe, representou o plantel e desceu para conversar com os torcedores. Após a conversa com o atleta, os protestos contra a diretoria se intensificaram e um desentendimento com seguranças foi iniciado.

Em um os vídeos que circulam nas redes sociais é possível ver um dos seguranças realizando um disparo para o alto para dispersar a confusão e afastar os torcedores.

O elenco seguiu viagem para Viracopos e embarcou com destino a Manaus. Giovanni Augusto chegou a postar foto com Leandro Castan e demais companheiros sorrindo, mas depois apagou a publicação.

Imagem

Comente com seu Facebook