por Carlos Henrique

O empate da Ponte Preta contra o CRB pode ser considerado bom.

Diante das circunstâncias da partida – principalmente de ter jogado o segundo tempo com um a menos -, é possível enxergar o lado positivo.

É claro que o melhor seria vencer para melhorar a recuperação da equipe na Série B. Mas o empate foi suficiente para sair da zona de rebaixamento.

É preciso ressaltar que a Ponte jogou com 10 homens boa parte do segundo tempo, diante de um time que vive um melhor momento e que tem mais opções de qualidade entre os jogadores.

Mas o que é possível projetar para o futuro?

A fuga do rebaixamento passa necessariamente por reforços.

Não há dentro do elenco de profissionais da Ponte Preta jogadores suficientes para mudar o panorama atual. A equipe não tem 11 atletas confiáveis.

O time precisa de um lateral-esquerdo, dois volantes de qualidade e jogadores de frente com poder de decisão.

André Luiz, Locatelli e Marcos Júnior acrescentam pouco no meio-campo e sobrecarregam Camilo. Não adianta contar apenas com Rodrigão e Moisés no ataque sem nenhuma outra opção para ajudar.

Estamos a caminho da 16º rodada na Série B e ninguém sabe qual é o time titular da Macaca.

Em uma competição de 38 rodadas é necessário de um elenco confiável, mas a Ponte Preta mal tem o time titular pronto.

Ou a diretoria se esforça para contratar ou dificilmente vai escapar do rebaixamento nesta temporada.

Foto de Francisco Cedrim/CRB

Comente com seu Facebook