A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) debate com a Comissão de Arbitragem e os clubes participantes da Série B a introdução do árbitro de vídeo na competição a partir do segundo turno.

Há dois meses, a reportagem da Band Mais TV anunciou, via jornalista Júlio Nascimento, que a CBF havia prometido aos clubes a participação do VAR a partir da Série B de 2022.

Mas, após muita pressão pelos acumulados erros de arbitragem, a mudança pode ser antecipada. A informação foi confirmada pelo presidente do Avaí, Francisco Battistotti, que também representa a Associação Nacional de Clubes de Futebol (ANCF).

“Quando nós começamos a formar a associação, era no intuito de aumentar a venda do nosso produto e buscar mais recursos para os clubes da associação. Conseguimos, da CBF, 3 milhões a mais por clube. Conseguimos o reembolso do valor da logística. Conseguimos também que o VAR venha a acontecer a partir do segundo turno da Série B. Vamos tentar antecipar antes do segundo turno. A promessa da CBF, para mim, já retificada quando fui à final da Copa América, foi de que estavam acertando o VAR para o segundo turno”, explicou Battistotti ao programa Marcou no Esporte, da Rádio CBN Diário.

O árbitro de vídeo é utilizado na elite do futebol nacional desde 2019. No entanto, para a Série B, a CBF pretende recalcular os custos e dar uma dinâmica diferente para baratear a operação.

Foto de Leandro Lopes/CBF

Comente com seu Facebook