O capitão do Guarani, Cristovam, concedeu entrevista coletiva e admitiu que o tom entre os jogadores é de cobrança neste momento.

O Bugre ainda não venceu jogando no Brinco de Ouro na Série B e agora tentará a reabilitação na próxima rodada contra o Confiança em Aracaju.

“Existe cobrança desde quando você veste essa camisa que é muito grande. O Guarani é um clube com história no futebol brasileiro e a gente tem que ser cobrado. Eu falo para nossos companheiros que não podemos desistir e temos que ir até o fim. A Série B está começando, a gente perdeu pontos bobos e vamos perseverar para melhorar. Nós acreditamos”, disse Cristovam.

O lateral ganhou a vaga de Pablo ainda nos últimos dias de trabalho de Carpini e foi mantido no posto de capitão após a chegada de Ricardo Catalá no clube.

“Um dia eu vou jogar e no outro o Pablo pode estar jogando também. Nós dois temos que estar juntos, torcendo pelo outro e o importante é que o Guarani vença”, explicou.

Foto de David Oliveira/Guarani FC

Comente com seu Facebook