Calculadora na mão: o que Guarani e Ponte Preta precisam para conquistarem seus objetivos na Série B

0

A Série B começa a caminhar para uma reta decisiva e o desenho da tabela fica cada vez mais definido. Guarani e Ponte Preta, no entanto, ainda dividem cautelosos e esperançosos quanto às expectativas para a sequência da competição. Qual é a conta para brigar pelo acesso? O que o time precisa para fugir de vez do rebaixamento? O Portal CB esclarece para você.

DÁ PARA SUBIR?

De acordo com levantamento da Universidade Federal de Minas Gerais, equipes que conquistam 34 pontos ao término do primeiro turno encaminham 75% sua vaga na elite do futebol nacional no ano seguinte. Faltando oito rodadas para o término da primeira metade da Série B, o quarto colocado é o CSA, próximo adversário da Ponte Preta, com 20 pontos.

GUARANI – 9º COLOCADO – 15 PONTOS

O Guarani está a cinco pontos do G4. Após 11 jogos venceu quatro vezes, empatou três e perdeu quatro. Precisa somar 19 pontos de 24 que serão disputados. Isso é, no mínimo, seis vitórias dos próximos oito jogos que serão disputados.

Serão quatro jogos no Brinco de Ouro, contra Boa Esporte, Coritiba, Figueirense e Brasil de Pelotas, além dos confrontos como visitante diante de Avaí, Oeste, Paysandu e Londrina.

De acordo com o site Chance de Gol, a probabilidade de acesso do Bugre é de 14% após a 11ª rodada.

PONTE PRETA – 12ª COLOCADA – 14 PONTOS

Pensando em acesso, a Ponte Preta precisa somar 20 dos próximos 24 pontos que serão disputados até o final do primeiro turno. Assim como o rival Guarani, precisa no mínimo de seis vitórias e dois empates para alcançar a matemática desejada. A vantagem da Macaca é que o primeiro confronto será diante do próprio CSA, quarto colocado, no Majestoso.

Além dos alagoanos, a Macaca receberá em Campinas até o final do primeiro turno: Avaí, Juventude e Fortaleza. O time de João Brigatti ainda visitará Coritiba, Boa Esporte, São Bento e Figueirense.

A Macaca tem 5% de chances de acesso, segundo dados do site Chance de Gol.

E O REBAIXAMENTO?

O estudo da UFMG aponta que o time que somar 21 pontos ao término do primeiro turno já tem sua permanência encaminhada na Série B. Para alcançar tal marca, o Guarani precisa de duas vitórias das próximas oito partidas. Já a Macaca precisa somar sete pontos para chegar na matemática desejada pensando em manutenção.

Neste momento, de acordo com o Chance de Gol, a chance de queda do Guarani é de 5%. Já a Macaca tem 11% de probabilidades de queda.

 

Comente com seu Facebook