Brigatti mantém mistério: “Time forte fisicamente”

0
Zagueiro Léo Santos é o mais cotado para assumir a vaga deixada pelo contundido Reginaldo

A partida da Ponte Preta nesta sexta diante do Vila Nova está cercada de mistério e desfalques. São cinco problemas com relação aos atletas que entraram em campo no dérbi do último sábado. Orinho, Reginaldo, Hyuri e Lucas Mineiro estão entregues ao departamento médico e André Luís vai cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Depois de mais um trabalho totalmente fechado, João Brigatti fugiu das indagações sobre a escalação. Ele ressaltou as dificuldades para montar o time num momento em vinham se comportando bem.

Na entrevista coletiva, o comandante da Macaca ressaltou as qualidades do Vila Nova mas enfatizou que a Ponte chega bem física e psicologicamente depois do empate no dérbi com uma boa atuação coletiva.

Ele diz que já tem a equipe definida e que a ideia é colocar um time forte fisicamente: “uma equipe que tem que se preocupar com o ataque deles”.

Certo mesmo é a volta do volante João Vítor que ficou de fora do dérbi por suspensão. Descansado e um dos mais experientes do elenco, ele será peça confirmada no meio-campo. Na zaga, Léo Santos é o mais cotado para a vaga de Reginaldo. No meio campo e no ataque a situação é mais indefinida. São 3 vagas para pelo menos 6 opções.

Por fim, o treinador reconheceu a sondagem do Paysandu, mas não deu andamento às conversas. “Enquanto eu tiver focado num objetivo, dificilmente eu vou deixar esse grupo pra assumir outro”.