Brigatti diz não se incomodar com fama de motivador, garante evolução e faz apelo aos torcedores: ‘Precisamos lotar o estádio’

0
Foto: Divulgação/Pontepress

Acompanhado do presidente Sebastião Arcanjo e do auxiliar-técnico Basílio Amaral, João Brigatti foi apresentado como treinador da Ponte Preta na tarde desta segunda-feira.

Um dos principais goleiros da história da Macaca, Brigatti volta ao clube dois anos após ter saído do Majestoso quando ficou um período trabalhando como interino.

“Não me incomoda ser conhecido como motivador porque eu sou assim. Eu sou elétrico e gosto do que faço. Mas eu me qualifiquei demais e minha passagem é diferente em relação aos outros momentos que estive aqui. Talvez naqueles momentos precisasse de tudo que fiz, mas hoje, além do fator motivador, eu me preparei e sei que não existe mágica. Existe trabalho e preparado”, disse Brigatti.

Um dos pedidos do treinador foi direcionado aos torcedores. “Existe um lado muito negativo tomando a torcida da Ponte Preta. Esses dias o Felipão estava acompanhando o jogo e a torcida já começou a falar que não era para trazê-lo porque ele está ultrapassado. Eu quero ver o Majestoso lotado, com a torcida apoiando, criando caldeirão e apoiando. Só assim vamos sair desse momento”, reiterou.

Após realizar cursos na CBF, Brigatti também garantiu que se aperfeiçoou no aspecto tático da equipe e prometeu um time ofensivo, mas sempre pensando no equilíbrio.

“Todos queremos um time ofensivo e agressivo. Também queremos isso, mas também pensando no equilíbrio. Temos que sempre balancear em todos os aspectos. Eu estava acompanhando a equipe, vou realizar alguns trabalhos e vamos definir durante a semana os novos padrões de trabalho”, completou.

A estreia de Brigatti será na quinta-feira, diante do Vila Nova, pela Copa do Brasil. A partida no Majestoso vai definir o time que jogará a terceira fase da competição e quem ficará com R$ 1,5 milhão.

Comente com seu Facebook