Brigatti completa um mês como técnico da Ponte Preta e mantém aproveitamento

0
Foto: PontePress

por júlio nascimento

O técnico João Brigatti completa nesta semana um mês no comando da Ponte Preta. Escolhido para substituir Doriva, demitido na 7ª rodada da Série B, o ex-goleiro ainda é dono do segundo melhor aproveitamento dos técnicos da Macaca nos últimos dois anos.

Desde que assumiu a equipe, Brigatti disputou cinco jogos e conquistou oito pontos. Foram duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Não foi anunciado em nenhum momento pelo presidente Abdalla Junior como treinador efetivado, mas essa era a estratégia programada pela diretoria do clube para aliviar qualquer tipo de pressão.

Atualizando os números, Brigatti segue atrás apenas de Felipe Moreira desde 2016. O atual comandante do sub-20 saiu do clube com 62,5% de aproveitamento após oito jogos. Brigatti, que atualmente tem 55% de aproveitamento somando todas passagens como interino, está na frente de nomes como Gilson Kleina, Eduardo Baptista e Doriva.

Confira o aproveitamento dos técnicos nos últimos dois anos:

  1. Felipe Moreira – 62,5% de aproveitamento – 8 jogos (4 vitórias, 3 empates e 1 derrota)
  2. João Brigatti – 55% de aproveitamento – 17 jogos (7 vitórias, 7 empates e 3 derrotas)
  3. Gilson Kleina – 44% de aproveitamento – 37 jogos (13 vitórias, 10 empates e 14 derrotas)
  4. Doriva – 33,3% de aproveitamento – 11 jogos (3 vitórias, 2 empates e 6 derrotas)
  5. Eduardo Baptista – 30% de aproveitamento – 28 jogos (6 vitórias, 9 empates e 13 derrotas)

Apesar dos números regulares, a comissão técnica tem sido clara que a equipe precisa ser reforçada. A diretoria ainda estuda nomes no mercado e aguarda o posicionamento de Luis Fabiano. Na próxima semana, o goleiro Ygor Vinhas, ex-Mirassol, o lateral Ruan, ex-Internacional, e o atacante Neto Costa, ex-Cianorte, serão oficializados como reforços.