BOMBA! Náutico acusa Ponte de escalação irregular e vai acionar o STJD

0

A briga pela vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil promete sair das quatro linhas e chegar aos tribunais. O Náutico vai acionar a Ponte Preta no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nos próximos dias sob alegação de que o lateral Igor Vinicius e o atacante Junior Santos foram escalados irregularmente pela Macaca na competição.

Os dois atletas teriam assinado a súmula na partida entre Ituano e Uberlândia na primeira fase e, segundo alegação do advogado do Timbu, sequer poderiam ter sido relacionados ontem.

A denúncia do Náutico está baseada no artigo 45 do Regulamento Geral de Competições da CBF e no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que dispõe que não há diferença entre participar ou não da partida, apenas por assinar a súmula já caracteriza a irregularidade.

No Regulamento Específico da Copa do Brasil, o artigo 43 do Regulamento Geral não consta, o que torna válido o artigo 45. Em entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas no último dia 11 de abril, o advogado da Macaca, dr. João Artioli, explicou que a CBF autorizou a escalação dos jogadores.

Inicialmente, a Ponte Preta não contava com os dois jogadores devido ao regulamento, mas o departamento jurídico averiguou a possibilidade junto a CBF e autorizou a escalação ao técnico Doriva. Segundo a Macaca, os atletas só seriam relacionados depois de ser informado pela confederação que não haveria irregularidades na escalação.

A Ponte Preta avançou pelo placar agregado de 3 a 1 e aguarda a definição do adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil. O sorteio será realizado na próxima sexta-feira na sede da CBF no Rio de Janeiro.

A denúncia do Náutico será apurada pelo STJD e um julgamento será agendado.

Comente com seu Facebook