O pedido de prorrogação de votação das contas do Guarani, realizado pelo Conselho de Administração na última segunda-feira, foi aceito em Assembleia Geral Ordinária.

123 dos 147 sócios que votaram concordaram com a prorrogação do prazo.

O Bugre agora tem até o dia 30 de abril para analisar as contas referentes ao ano de 2020 e votar pela aprovação ou reprovação no Conselho Deliberativo.

De acordo com o artigo 46 A da Lei Pelé, sancionada em 1998 e responsável pelo regimento do esporte brasileiro, as entidades esportivas que empregam atletas profissionais – independentemente de serem associações civis sem fins lucrativos ou empresas – são obrigadas a publicar suas demonstrações financeiras até o final de abril, em seu próprio sítio eletrônico.

Em caso de descumprimento da lei, o presidente clube está sujeito a inelegibilidade, durante cinco anos, a cargos ou funções eletivas ou de livre nomeação em qualquer entidade ou empresa vinculada às competições profissionais da modalidade desportiva em questão.

Comente com seu Facebook