Artilheiro do sub-17, “Novo Neymar” se destaca na Ponte Preta após 16 meses

0

A vida de Júlio Vitor finalmente começa a ser mais tranquila pelos lados do Moisés Lucarelli. Contratado e intitulado de “Novo Neymar” pelo ex-presidente da Ponte Preta, Vanderlei Pereira, em dezembro de 2016, o garoto começou a dar frutos na base da Macaca.

A contratação do jogador chamou atenção na época, quando a Ponte Preta desembolsou R$ 250 mil por parte dos direitos econômicos e contrato até 2019. Júlio Vitor tinha um currículo atrativo: havia sido artilheiro do Paulista sub-17 de 2016 com o Rio Branco marcando 17 gols e com passagem na Seleção Brasileira juvenil.

O primeiro ano no clube foi delicado para Júlio Vitor. A pressão pelo apelido gerado pelo ex-dirigente aumentou e o aproveitamento foi baixo. Na temporada passada amargou a reserva na maioria das partidas e marcou apenas um gol durante todo o ano. A direção da Macaca, inclusive, estudou a devolução para o Rio Branco, mas optou por dar uma nova oportunidade ao atleta de 17 anos.

Júlio Vitor passou por um período de preparado com a comissão técnica do sub-17 da Ponte Preta. Ganhou massa muscular, confiança e oportunidades. Logo na rodada inaugural do Paulistão da categoria, no duelo contra o Brasilis, o atacante mostrou que estava disposto a dar a volta por cima marcando um golaço do meio-campo que rodou todo o Brasil.

Os números da atual temporada deixam os diretores aliviados. Júlio Vitor assumiu a titularidade e marcou seis gols em cinco rodadas no Estadual sub-17. É o artilheiro da equipe na competição e briga pelo ranking dos goleadores. Comandou goleadas contra o Red Bull por 5 a 0, Itapirense por 7 a 1 e contra o Jaguariuna por 12 a 1.

O próximo passo é inserir o atleta na lista de jogadores que vão disputar a Copa São Paulo de Futebol Junior em 2019. Será a primeira participação de Júlio Vitor na principal competição de base do país.

Quanto a comparação de Vanderlei Pereira, só o tempo dirá quem está certo.