O árbitro de Ponte Preta x Operário no último sábado registrou na súmula da partida uma confusão no intervalo do jogo no Moisés Lucarelli.

Alisson Sidnei Furtado comandou a partida válida pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

“Informo que no intervalo da partida houve um principio de tumulto na arquibancada entre as diretorias de ambas as equipes, sendo contido pela equipe de segurança privada do estádio”, escreveu o árbitro.

O repórter Antonio Luppi, da Rádio Bandeirantes, informou durante a transmissão que a confusão se originou após uma provocação de um dirigente do Operário após a defesa de Ivan Quaresma na falta de Tomás Bastos.

“Ex-seleção”, gritou o dirigente não identificado. O termo foi utilizado pelo fato de Ivan ter ficado de fora da última convocação de Tite após seguidas chamadas para defender a Seleção Brasileira.

Revoltado, o presidente Sebastião Arcanjo e outros membros da diretoria pontepretana foram tirar satisfação e iniciaram uma forte discussão. A equipe privada de segurança do estádio precisou interferir na situação e apartar o tumulto.

A reportagem apurou que inicialmente o STJD não solicitou as imagens para a televisão.

Dentro de campo os times ficaram no empate por 1 a 1 pela Bezona do Campeonato Brasileiro.