Após frustrações, Guarani insiste em reforços para a Série B

0
Foto: Gabriel Ferrari - Guarani FC

O Guarani continua à procura de um zagueiro e dois meio-campistas para reforçar o time na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. As frustrações nas conversas por Yuri, Thiaguinho, Bruno Xavier e Mascarenhas não fizeram a diretoria recuar.

Mas o fim das negociações nesses quatro casos mostraram que o Bugre pretende ser fiel a alguns critérios adotados pelo superintendente Fumagalli e pelo presidente Palmeron Mendes Filho.

Investimentos altos estão fora de cogitação. A diretoria busca, preferencialmente, contratações com vínculos de empréstimos e com relação custo-benefício, como nos casos de Matheus Oliveira e Rafael Longuine.

Com o processo de terceirização batendo na porta, o Guarani tem como missão manter o clube em equilíbrio financeiro e conta com ajuda de parceiros como Nenê Zini, Lucas Andrino e Elenko Sports. Até por isso não vai parar a busca por reforços. O radar do Bugre continua ativo em busca de um bom negócio para dar mais opções ao técnico Umberto Louzer.

A principal preocupação está ligada ao assédio em cima de Bruno Nazário e Bruno Mendes durante o período de Copa do Mundo, quando os clubes brasileiros buscam reforços pontuais e ocorre a abertura da janela de transferência para clubes do futebol internacional.

A diretoria também observa dois jogadores: o zagueiro Gualberto, ex-Paysandu, e o atacante Berguinho, ex-ABC. Ambos passam por recondicionamento físico no Brinco de Ouro, mas sem nenhum tipo de contrato em validade com o Guarani.

Comente com seu Facebook