A Ponte Preta entra em campo nesta quinta-feira, às 19h, diante do Criciúma, fora de casa, na segunda rodada da Copa do Brasil.

O time catarinense atravessa o maior momento negativo da história com 17 partidas sem vencer, O último triunfo do Tigre ocorreu há quase 180 dias.

Mas para o lateral Apodi é justamente essa marca negativa que aumenta a responsabilidade da Macaca no Heriberto Hulse. Se vencer, a Macaca garante mais R$ 1,7 milhão nos cofres.

“A fase do Criciúma aumenta ainda mais a nossa responsabilidade. A equipe estar tanto tempo sem vencer gera uma expectativa e vira um peso maior para nós. Mas tenho certeza que eles têm uma grande equipe, a gente conhece vários jogadores que estão lá e o futebol é imprevisível. A gente espera realizar uma grande partida e conseguir a classificação”, disse em entrevista coletiva Apodi.

O camisa 22 ressaltou que, apesar do longo período sem atuar, o elenco utilizou da paralisação para se recuperar fisicamente e realizar ajustes sob comando do técnico Fábio Moreno.

“Temos utilizado deste período para trabalhar melhor os conceitos que o Fábio Moreno quer. Tem sido uma evolução grande como equipe. O lado positivo é que estamos conseguindo nos encaixar mais e subindo o nível de cada jogador”, continuou.

Apodi também comentou sobre a situação de indefinição do Campeonato Paulista e garantiu que a Macaca está preparada para o retorno da competição. “Os clubes necessitam da volta e a Federação também. Cabe a nós, jogadores, fazer o nosso trabalho e treinar. Quando tiver a decisão para atuar estaremos prontos. É buscar estar sempre em alto nível e preparado”, finalizou.

Comente com seu Facebook