Antes ponto forte, defesa da Ponte passa por oscilação

0
Foto: Álvaro Junior/Pontepress

A defesa da Ponte Preta nas duas últimas edições do Campeonato Paulista e no ano passado durante a Série B esteve entre as melhores de todas essas competições. O sistema defensivo se mostrou consistente e colaborou diretamente nas campanhas da equipe.

ESPEL ELEVADORES

Desde o ano passado, Renan Fonseca e Reginaldo formaram a dupla que mais atuou pela Macaca, mas agora atravessam momento de oscilação e instabilidade defensiva.

O time foi vazado em cinco dos últimos sete jogos e está longe de apresentar números empolgantes como em outros momentos. A Macaca sofreu 21 gols em 23 jogos da Série B e tem a 6ª melhor defesa da competição atrás de Bragantino (13 gols sofridos), Atlético (17), Sport (19), Paraná (19) e Cuiabá (20).

Em números gerais na temporada são 33 gols sofridos em 41 jogos, mas 63% deles sofridos durante a Série B.

Além dos titulares Renan Fonseca e Reginaldo, a Macaca conta com Airton e Henrique Trevisan entre os zagueiros disponíveis. A equipe passou por mudanças nas laterais após a saída de Abner e a instabilidade de um titular no setor esquerdo da defesa.

Guilherme Guedes, emprestado pelo Grêmio, seria o substituto natural, mas ainda está entregue ao departamento médico. Gilson Kleina escalou Diego Renan no lado esquerdo na última partida e optou por Edílson, ex-Brusque, no lugar de Arnaldo no lado direito.

Comente com seu Facebook