Ainda sem vencer, Ponte pode ter novas mudanças contra o Corinthians

0

Apesar de haver quase um consenso de que o elenco da Ponte para a disputa do Paulistão é mais qualificado do que o time formado para a mesma competição em 2018, a Ponte, nas duas primeiras rodadas do estadual, pontuou menos se comparado ao desempenho dos dois primeiros jogos do ano passado.

ESPEL ELEVADORES

Hoje, a Macaca soma 2 pontos (2 empates sem gols) e em 2018, o time tinha 3 pontos depois das 2 primeiras rodadas (venceu o Corinthians e perdeu para o Linense). O desempenho não tem agradado o treinador, mas Mazola Junior afirma que já ficou satisfeito com a evolução do primeiro jogo para a segunda partida.

“A gente sabe que a paciência do torcedor é menor, ainda mais se tratando de Ponte Preta, a gente tá com a consciência tranquila, que tem um torcedor aqui também. Estamos fazendo o melhor para a Ponte Preta”, disse o treinador.

A pressão pelo resultado aumenta a medida que a Macaca tem pela frente um dos adversários, teoricamente, mais difíceis do campeonato na próxima rodada. A Ponte enfrenta o Corinthians na casa do adversário; o jogo será neste sábado (26/01) às 19 horas. Vale lembrar que a equipe alvinegra também não venceu ainda no Paulistão e vem de desempenho pior que a Ponte com um empate e uma derrota.

Mazola Junior preferiu não estipular prazos para que o time alcança o nível físico ideal e consiga impor a filosofia de trabalho dele. Existe a grande possibilidade que o treinador ganhe mais opções. O volante Mantuan, que sentiu uma lesão muscular na segunda semana de treinos, está recuperado e pode atuar diante do ex-clube. Outro jogador que tem possibilidade de ser relacionado pela primeira vez é o volante/meia Igor Henrique, que estava longe de um condicionamento físico aceitável e ficou fazendo um trabalho especial nos últimos dias.

“Nós vamos ter que mudar algumas peças, mas muito mais pelo aspecto físico do que propriamente pelo aspecto tático. Não devemos ter nenhuma mudança para enfrentar o Corinthians no aspecto tático.”

Comente com seu Facebook