Foram três partidas no comando do Guarani com duas derrotas e um empate. O início de Marcelo Chamusca deixa o torcedor pessimista quanto o poder de reação na Série B do Campeonato Brasileiro.

Na noite de ontem, diante do Operário, Chamusca registrou sua primeira derrota no Brinco de Ouro em 14 jogos. “É uma situação que me deixa chateado apesar de saber que isso em algum momento ocorreria. Ninguém fica invicto para sempre”, explicou.

Na última colocação com nove pontos, o Guarani precisa reagir na competição. São sete partidas sem vitória. Na entrevista, Chamusca admitiu que tem buscado realizar um trabalho não apenas tático, mas também emocional com os jogadores.

“É um problema emocional também. Os números mostram que o resultado não foi justo. Tivemos mais finalizações mesmo com um a menos em todo segundo tempo. Estamos trabalhando outras formações também. É um momento de chateação”, disse.

“Eu fui contratado para tirar o Guarani dessa situação e já assumi outros times em fases complicadas. Estou preparado, junto com a diretoria, para tirar o time da situação atual”, completou.

Foto de Thomaz Marostegan/Guarani FC

Comente com seu Facebook