Acabou! Ponte, MP e FPF chegam a acordo para o fim da torcida única

0

A diretoria pontepretana, o Ministério Público e a Federação Paulista de Futebol chegaram a um acordo na tarde desta quinta-feira (0706) para terminar com a determinação de torcida única em jogos da Ponte. A exceção fica por conta dos jogos contra os 4 grandes do Estado (Santos, São Paulo, Corinthians e Palmeiras) e no dérbi campineiro. Diante desde adversários, continua valendo a torcida única a favor do clube mandante.

Na reunião desta quinta, foi assinado um acordo para que a Ponte comece a cumprir algumas determinações que fazem parte de um programa de controle pioneiro das organizadas no país. O time terá 30 dias para fazer reformas e se adequar ao projeto. Antes disso, as torcidas organizadas continuam proibidas de frequentar o Majestoso.

O clube terá que realizar as seguintes adequações:

  • setorizar as organizadas na arquibancada central do estádio Moisés Lucarelli;
  • cadastrar torcedores organizados na Federação Paulista;
  • monitorar por cameras a área destinada aos organizados e, assim, permitir que estes torcedores possam voltar a usar instrumentos faixas e adereços.

“O Ministério Público quer ter o controle dessas pessoas para evitar no futuro o que aconteceu conosco recentemente”, disse Giuliano Guerrero, diretor do departamento jurídico da Ponte Preta em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A Ponte é pioneira neste projeto de setorizar e identificar melhor as organizadas e seus integrantes. De acordo com Giuliano Guerrero, o Guarani deve ser convidado nos próximos dias a aderir ao mesmo projeto.

 

O torcedor pontepretano já poderá acompanhar ao jogo da Macaca no próximo sábado, quando o time enfrenta o Brasil em Pelotas. O primeiro jogo da Macaca em casa com a volta de duas torcidas será diante do Fortaleza, em princípio no dia 7 de julho. Antes, o time ainda tem que cumprir mais um jogo sem torcida contra o CSA no dia 19 de junho.

Comente com seu Facebook